Sérgio Moro caiu do altar

Fatos e diálogos são o que vão mostrar a profundidade do poço em que está caindo o ministro Sérgio Moro.

Mas é cada vez mais sensível que o homem que  era um deus, um super-herói invencível, alguém de quem discordar ou duvidar era uma heresia merecedora de fogueira, já não é nem a sombra disso.

As declarações do presidente do Senado – lá mesmo onde se aprovam os nomes dos ministros do Supremo – ao site Poder 360 são demolidoras e não teriam sido dadas se aquela casa política não tivesse a percepção de que Moro é um caso perdido.

Do ponto de vista ético, sim [ultrapassou os limites]. Se aquilo for tudo verdade… esse que é o problema. Aquilo é verdade? Vai comprovar? Aquela conversa não era pra ter sido naquele nível entre o acusador e o procurador. Se isso for verdade, eu acho que vai ter um impacto grande, não em relação a Operação porque ninguém contesta nada disso e não vai contestar nunca. (…) Se isso fosse deputado ou senador, tava no conselho de ética, estava cassado ou tava preso

Ora, é o presidente de um dos poderes da República (o Congresso) dizendo que um integrante do Poder Executivo, o ministro da Justiça, deveria estar “cassado ou preso”.

Sérgio Moro logo vai entender que a desgraça não tem sócios.

Comentários no Facebook