Queda no "velho" Ibope leva Globo a buscar nova pesquisadora

Preocupada com as constantes quedas de audiência, que nem mesmo seu histórico parceiro em pesquisas, o Ibope, vem conseguindo negar, a Globo pegou suas fichas e acabou com a iniciativa das outras redes de trazer para o Brasil outro instituto de pesquisas.

A Folha diz hoje que a Globo, “que assistia de fora a tentativa do instituto alemão GfK de fazer concorrência ao Ibope no Brasil, resolveu se aproximar do possível novo aferidor de audiência de TV no país”.

Curioso, pois no início do ano a emissora havia dito aos alemães que não tinha interesse em diversificar a aferição de sua audiência, que é feita pelo Ibope.

A Globo, assim, tem condições de “melar” o acordo de preços feito pelas demais emissoras com o instituto alemão e ser, também nele, o principal cliente, com todos os direitos que isso dá. É bom lembrar que um instituto de pesquisa é uma empresa comercial, que vive e lucra com seus contratos, não uma instituição acadêmica.

 Diz a Folha que “a GfK pretende começar a montar as suas operações no país em dezembro” e que “promete oferecer uma amostragem de audiência de TV maior, mais rápida e mais barata que a do Ibope”.

É mais confiável também?


Der WhatsApp Chat ist offline