Por que Moro assinou exoneração de Alvaro Antonio e não as demais?

Tem caroço debaixo do angu da exoneração e do depois “não era bem isso”  com a exoneração do ministro do Turismo Marcelo Álvaro Antonio, do PSL.

E a ponta do caroço é o fato de que as outras três exonerações de ministros para tomarem posse no mandato de deputado federal tiveram a assinatura solitária de Jair Bolsonaro, a única necessária, aliás.

A de Marcelo teve o privilégio de contar, também, com a de Sérgio Moro, o ex-vigia da moralidade, justo no momento em que o colega era acusado de desviar verbas eleitorais.

Como dizia aquele velho bordão: “nada é fruto do acaso”.

Para quem não acredita, os atos de exoneração dos outros ministros para tomarem posse na Câmara vai abaixo, na primeira página do Diário Oficial da União do dia 1° de fevereiro.

Comentários no Facebook