Pesquisa mostra que Pazuello é quem desgasta o Exército

Pesquisa Vox Populi divulgada hoje – mas realizada no final de junho e nos primeiros dias de julho – dá inteira razão ao que disse o ministro Gilmar Mendes sobre o imenso desgaste que a militarização do Ministério da Saúde está trazendo à imagem das Forças Armadas.

Não são só os 82% que consideram que colocar o general Eduardo Pazuello à frente do Ministério da Saúde não foi uma boa solução, nem os dois entre três brasileiros que os militares devem ficar fora do governo e não se envolverem em política.

A credibilidade das Forças Armadas, que sempre foi muito alta, dá sinais de ter sido atingida. A parcela da população que não confia nelas é de 31%, quase o dobro da que o Datafolha registrava no ano passado, em setembro. Na pesquisa de agora, além dos 18% que não confiam, outros 49% tem algum grau de desconfiança (32% confiam “mais oi menos” e 17%, “pouco).

A fala de Gilmar Mendes, que jamais poderia ser considerado um “antimilitarista”, deveria ser vista pelos militares como um alerta, não como uma ofensa.

Trinta anos de disciplina e esforço de pacificação dos militares desde o fim da ditadura e dos tempo de “chama o Leônidas” que ainda assombrava no Governo Sarney estão sendo jogados fora.

Abaixo, a íntegra da pesquisa Vox, que tem muitos dados, ainda, sobre a aprovação/rejeição do governo Bolsonaro, estes nos mesmo níveis que outros levantamentos vêm registrando: metade da população o considera ruim ou péssimo.