Paz de Bolsonaro dura horas e ele volta a instigar o caos

No post anterior, já no titulo se indagava “Quanto tempo dura” sobre o breve regresso de Jair Bolsonaro à esfera da responsabilidade e da necessidade proceder como um dirigente do País.

Durou, é claro, apenas algumas horas, e já se reinicia a pregação do conflito, da animosidade e a incitação a que pessoas vão trabalhar para não morrerem de fome.

Em lugar de estar determinando providências para evitar a escassez de alimentos, posta um vídeo de um apoiador na Ceasa de Belo Horizonte para sugerir que há falta de comida e que os responsáveis seriam os responsáveis por isso.

É evidente que está incitando a um clima onde aconteçam saques, seja pelo pânico de um colapso alimentar que não existe, seja porque a falta de dinheiro entre os mais pobres – a quem se protela inexplicavelmente a ajuda – levará ao desespero quem não tem como alimentar os filhos.

Não há razão para voltar atrás na afirmação de que Jair Bolsonaro é um criminoso.

E que segue apostando caos para obter mais poder, diante de um país que não o considera mais do que um mentiroso vil.

 

 

 

Comentários no Facebook