O tsunami é o caso Queiroz?

Já é, por si, estranho que um presidente da República preveja “um tsunami” para a semana seguinte  sem dizer do que se trata e, pior, anunciando que nada fará contra ele – ou que nada pode fazer – mas que “vamos vencer”.

Mas apareceu uma pista sobre o que pode ser isso, dada por aquele site que não nomino, à moda Valdemort, aqui, que deveria se chamar O Bolsonarista.

Numa heresia, lança mão da previsão do tempo – que Alberto Dines inventou na edição do AI-5 – para dizer que  haverá “tempo borrascoso no Rio de Janeiro, na semana que vem, com mar muito agitado”.

Como, para o presidente, a área mais vital do governo é a que habitam seus filhos, não se enganem as narinas que perceberem um cheiro de Queiroz no ar.

 

Comentários no Facebook