O time da devastação

Inacreditável mesmo na época dos inacreditáveis.

Manchete da Folha, agora, a reunião do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Sales, com a “fina-flor” dos devastadores da Reserva Extrativista Chico Mendes, em Xapuri, no Acre.

“O autor de uma ameaça de morte contra um servidor do ICMBio. Um ex-procurador-geral de Justiça do Acre acusado de abrir uma estrada ilegal dentro da Reserva Extrativista (Resex) Chico Mendes. Um condenado por desmatamento. Uma fazendeira com um haras em uma unidade de conservação criada para atender a seringueiros.
Ao todo, cinco infratores ambientais participaram de uma reunião com o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, no dia 6 de novembro, em Brasília, para discutir o futuro da primeira Resex do país e reclamar da suposta truculência de agentes do ICMBio. No final, conseguiram que o governo federal suspendesse a fiscalização dentro da unidade de conservação.”

O relato do repórter Fábio Maisonnave vai além. Há também uma deputada que quer arrancar um pedaço da reserva, há o deputado federal Alan Rick (DEM-AC), apontado como o maior laranja das eleições passadas, outra deputada Vanda Milani (SD-AC), que é cunhada do “deputado da motosserra” Hildebrando Pascoal, condenado por homicídio e formação de quadrilha. e uma senadora condenada por improbidade administrativa, Mailza Gomes (PP-AC).

Todos juntos e misturados para botar abaixo a mata pela qual morreu o ambientalista brasileiro que se tornou um símbolo no mundo.

Sem nenhum pudor, posam para uma foto histórica, um monumento da devastação, um retrato da miséria moral deste governo.

Deveriam ter chamado o Leonardo di Caprio.

PS: Veja a escalação do time da devastação:

 

Comentários no Facebook