O segundo adeus de Paulo Henrique Amorim

Em falta com a equipe do Conversa Afiada, em razão de problemas pessoais que me impediram de gravar as participações que, há três meses, estava fazendo na TV Afiada, recebo a notícia que o pai de todos os blogs, o Conversa Afiada de Paulo Henrique Amorim deixa hoje de ser atualizado.

Junto com o fim do Nocaute, de Fernando Morais, é o fim de um mês de baixas sérias para a blogosfera progressista, como nunca antes.

Não nos destruíram ao destruir governos progressistas, não nos destruíram com processos judiciais (PHA enfrentou dezenas deles), não nos destruíram com a onda de fanatismo direitista e autoritária.

Como disse antes, o que nos está abatendo – e abatendo grande parte de quem produz conteúdo na internet – é a perda de recursos de publicidade que a pandemia, esta imensa tragédia, está causando, com seus efeitos econômicos.

O leitor, só leitor, ainda nos dá sobrevida.

Algumas sobrevidas, porém, vieram mais cedo, porque é isto o que Paulo Henrique Amorim deu ao Conversa Afiada, desde sua morte, há um ano, dia 10 de julho de 2019.

O adeus ao blog, hoje, portanto, é o segundo adeus a Paulo, uma presença amiga deste Tijolaço desde que ele nasceu, como um irmão mais velho a nos aconselhar e explicar, como disse no vídeo abaixo, gravado no seu velório, na Associação Brasileira de Imprensa.

Faz e fará mais falta ainda a conversa muito afiada de PHA e seu blog e, para tentar dar conta da impossível missão de supri-la, nosso papel é seguir fazendo barulho, com a ajuda daqueles que são nossa razão de existir, os leitores.