Nem Jabor escapa das ‘fake news’ do Whatsapp bolsonarista

E a onda das mensagens falsas continua à toda.

Recebo de uma leitora o print de uma mensagem encaminhada, proveniente de um telefone de Miami, Flórida (cujo final borrei na imagem pelo risco de tratar-se de um número clonado) com uma suposta entrevista tipo “pingue-pongue” com o cineasta Arnaldo Jabor, conhecido por seu ódio ao PT.

Que, entretanto, é menor, como ele próprio mostra no vídeo abaixo, onde reclama de que estão espalhando que ele votaria em Bolsonaro e Mourão e diz que jamais o faria, pelo fato de os dois serem “nazista”.

Mas, na mensagem de whatsapp, ele estaria dizendo que faria um “voto útil” no ex-capitão.

O esquema de mentiras segue a todo vapor, enquanto o TSE faz cara de paisagem.

 

Comentários no Facebook