Merval especula que Alckmin pode deixar o PSDB, vencendo Aécio

falquecio

Em seu comentário, hoje, na CBN, o imortal 2 (o n°1, já se disse aqui, é FHC) disse que, “se o Aécio  ganha a eleição, o candidato pode ser qualquer um: pode ser o Doria, pode ser o Marconi Perilli”. E, neste caso, “o Alckmin pode chegar ao extremo de ter de sair para se candidatar por outro partido, o PSB, por exemplo.”

É a primeira vez que uma alta voz atucanada verbaliza expressamente a possibilidade de que Alckmin saia do partido.

“Eu acho que o PSDB vai se dividir ainda mais, vai ter gente saindo do partido, vai ter gente apoiando outros candidatos”, diz Merval.

O fato perceptível é que uma eventual derrota do grupo “aecista” cria possibilidades de que Dória “se ofereça” outra vez como candidato, “em nome do partido” ou, mais provável, que comece para valer a aventura presidencial de Luciano Huck.

Convém não subestimar a força de Aécio entre os tucanos, ainda mais se, como parece, José Serra lhe der “uma mãozinha”, de olho na candidatura ao governo de São Paulo.

 

 
contrib1


Der WhatsApp Chat ist offline

Comentários no Facebook