Machão, Delegado Waldir diz agora que é “mulher traída que volta ao aconchego”

Depois de dizer que ia “implodir do Presidente” e que ia “mostra a gravação” explosiva que comprometeria Bolsonaro, o valente deputado Delegado Waldir, afirmou e se comparou a uma “mulher traída, [que] apanha, mas mesmo assim volta ao aconchego”.

Disse que a fala gravada veio num “momento de sentimentos”. “É uma fala de emoção”, afirmou ele à Folha.

Joice Hasselman, defenestrada sem aviso prévio da liderança do Governo no Congresso, disse que Bolsonaro transformou “o gabinete da presidência em instrumento de coação”, mas declarou que continuará a apoiar, claro, o governo da coação.

Além de incoerentes, são otários por conveniência.

Vão ser devorados por Bolsonaro e suas matilhas.

Filipe Martins, assessor olavista do presidente, publicou um grosseiríssimo twitter: “Meu único pecado é gostar de bacon só no hambúrguer”.

Estamos entregues a uma marginália política.

Vai tuitar, general Villas Bôas?

Comentários no Facebook