Lewandowski acaba com maracutaia da PF em entrevista a Lula

Aquela turma do site “O Bolsonarista” deve estar bufando.

Com uma penada, o ministro Ricardo Lewandowski acabou com a mutreta que a Polícia Federal havia armado para que agentes provocadores “melassem” as entrevistas de Lula a Monica Bergamo, da Folha, e Florestan Fernandes Júnior, do El País.

Esclareceu, em despacho, que a entrevista é para quem a pediu – há oito meses! – e que teve a anuência de Lula para que se realizasse:

“A liberdade de imprensa, apesar de ampla, deve ser conjugado com o direito fundamental de expressão, que tem caráter personalíssimo, cujo exercício se dá apenas nas condições e na extensão desejadas por seu detentor, no caso, do ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ao qual não se pode impor a presença de outros jornalistas ou de terceiros, na entrevista que o Supremo franqueou aos jornalistas Florestan Fernandes e Mônica Bergamo, sem a expressa autorização do custodiado e em franca extrapolação dos limites da autorização judicial em questão”. 

O delegado Luciano Flores de Lima,Superintendente Regional da Polícia Federal, em Curitiba, queria escolher uma platéia, a seu critério, para assistir a entrevista e, quem sabe, mesmo sem poder fazer perguntas, gritar alguma frase agressiva.

Coisa de gente de mau-caráter, infelizmente não rara hoje em dia.

Comentários no Facebook