Gebran aumenta a pena de Lula para 17 anos e 1 mês

O relator João Gebran Neto não só manteve a condenação de Lula no caso do sítio de Atibaia como aumentou-lhe a pena para 17 anos e quatro meses.

O ódio que nutrem ao ex-presidente é gritante.

Não apenas mantém-se uma sentença que é gritantemente montada à base do “copia e cola” e processualmente nula por decisão do STF como se estabelece um apenamento gigantesco.

É quase o dobro do que Sergio Moro fixou-lhe no já escandaloso caso do triplex.

O TRF-4 parece estar pronto para os tempos autoritários que vêm por aí.

Comentários no Facebook