Diretora da ANP apunhala Lula, Dilma e a Petrobras

A senhora Magda Chambriard acaba de mudar seu nome para David Zylbernstejn.

Ele, como se sabe, foi o genro que Fernando Henrique Cardoso colocou na Agência Nacional de Petróleo para a operação “O Petróleo é Vosso” com que consumou a quebra do monopólio da Petrobras e a entrega de parte do petróleo brasileiro às multinacionais.

Mudou seu nome porque, no Congresso Nacional acaba de incentivar as tentativas de regovação da lei proposta por Lula e por Dilma que assegura, ao menos, 30% do petróleo do pré-sal à Petrobras.

Acaba de sair no Valor:

Em audiência pública no Senado, a diretora-geral da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), Magda Chambriard, estimulou o Congresso a discutir se para o país é bom que a Petrobras seja obrigada a ter participação mínima de 30% em todos os consórcios de exploração das áreas de petróleo e gás da camada pré-sal no regime de partilha de produção, como prevê a Lei nº 5.938, de 2009.

Lei, portanto, que custou esforços enormes aos dois – ele, governante; ela, formuladora da proposta – para ver aprovada.

Que o Congresso possa discutir e decidir, dentro das regras do presidencialismo – qualquer assunto é obviedade que dispensa ser dita.

Mas a principal instância pública regulamentadora e planejadora da exploraçao de petróleo estimular o Congresso a fazê-lo é um sinal verde para se iniciar uma polêmica que não existe e despertar apetites que sempre existiram.

Magda Chambriard não está “costeando o alambrado”, como dizia o velho  Leonel Brizola.

Ela, uma mulher que construiu sua carreira na Petrobras, já se passou para o outro lado.

Está fazendo justamente o que Serra prometeu aos americanos fazer, se ganhasse as eleições.

Eleições onde o povo brasileiro não votou para se colocar uma privatista no comando de nossa riqueza petrolífera, muito ao contrário.

Votou na Dilma, na mulher que defendeu a Petrobras.

Está explicado porque Magda Chambriard discordou de Guido Mantega na fixação de uma partilha maior para o Governo no campo de Libra.

O lado de Magda agora é, abertamente, outro.

 

Comentários no Facebook