Deputados da direita quase agridem colega que quis deixar UNE falar

Representantes da União Brasileira dos Estudantes e da entidade nacional dos secundaristas, a Ubes, foram hoje à audiência do ministro Abraham Weintraub, na  Comissão de Educação da Câmara dos Deputados.

A deputada que presidia a sessão, Professora Marcivânia, consultou o ministro sobre se responderia a perguntas dos representantes dos estudantes.

Weintraub respondeu que não, irritado.

Ainda asim, a presidente resolveu dar a palavra, por dois minutos – já que era uma audiência pública, onde outros podem falar, além dos parlamentares – por dois minutos, apenas.

Foi o bastante para o Delegado Waldir, líder do PSL , Delegado Éder Mauro (PSD), e a deputada Professora Dayane Pimentel (PSL) partirem, de dedo em riste, sobre a mesa diretora e, depois, sobre um dos próprios estudantes, que teve de ser protegido por outros parlamentares para não ser agredido.

O bolsonarismo se empenha ao máximo para fazer das manifestações do dia 30 maiores do que foi a do dia 15.

Comentários no Facebook