Decotelli subiu no telhado?

 

Lauro Jardim, em O Globo, diz que foi adiada, sine die, a posse de Carlos Decotelli, indicado Ministro da Educação para substituir Abraham Weintraub.

Era possível antever esta encrenca.

As notícias de que Decotelli não tem o doutorado e o pós doutorado que seu currículo listava, na Argentina e na Alemanha, teriam irritado o presidente, diz Lauro.

“Jair Bolsonaro exigiu uma rechecagem do currículo de Decotelli. Quem fará o pente-fino será a Abin, que deixou passar por debaixo das pernas esse vexame”.

Haja ou não a posse efetiva do talvez ex-futuro-ministro, o fato é que, como se afirmou aqui, ele entra em estado teichano no Ministério da Educação e vai lá tapar buraco e, como pretende Bolsonaro, anular a área, para ele algo limitado a fazer duas dúzias “colégios de PM” pelos estados.

Comentários no Facebook