Como nos velhos tempos. Por Nilson Lage

Prenuncia-se a volta, renovadas e federal, da velhas Dops – delegacias de ordem política e social.

Com isso – esperem para ver, sou bom em previsões do gênero – virão devassas em sedes de partidos, sindicatos,e clubes, o clima de suspeição alimentado pela paranoia dos generais tornará possível o retorno daqueles “atestados de bons antecedentes” exigidos a três por dois e nenhuma pessoa de bom senso assumirá cargo público se não estiver associada e protegida pela quadrilha no poder.

E, finalmente, voltarão aqueles pequenos anúncios40 de jornal de antigamente – agora nas redes sociais -, ilustrados com a cara do interessado:

“João das Couves, furta-cor, amancebado, morador na Rua das Casas, bairro das Ruas declara que não é e nunca foi petista, socialista ou qualquer coisa igualmente insultante, jamais pensou fora da caixinha, frequenta a igreja, paga os dízimos e o décimo-terceiro, é feroz democrata e dedicado dedo-duro.”

PS. Nilson Lage, 82 anos, é professor aposentado de Jornalismo da Universidade Federal do Rio de Janeiro e da de Santa Catarina e, portanto, testemunha ocular e contrariada de nossas temporadas autoritárias.

Der WhatsApp Chat ist offline

Comentários no Facebook