Brasil já é o 8° em novos casos de coronavírus

Testando muito pouco – apenas os pacientes que são hospitalizados com problemas respiratórios severos, segundo o próprio Ministério da Saúde – nosso país já chegou a 17.857 casos de infecção pelo novo coronavírus, 1.930 a mais que ontem, e 941 mortes, 141 a mais que na quarta-feira.

Isso já coloca o Brasil em oitavo lugar, hoje, em casos diários confirmados e, assim que se iniciarem os testes recém-enviados aos estados (só hoje saíram as regras para sua aplicação) e começar a andar a fila dos que esperam análise laboratorial, chegaremos ao mesmo nível dos países europeus.

Na mesma escala de crescimento – e talvez ela se acelere, pelo número de testes – nos próximos dias chegaremos ao patamar de 4 mil novas confirmações diárias, o que nos deixa “embolados” com França, Espanha e Reino Unido e atrás apenas da situação caótica dos Estados Unidos.

Em todas as cidades, as medidas de isolamento vão se tornando mais ralas e frouxas.

É esta a gravidade da situação do país onde os presidente receita medicamentos pela televisão e governantes batem boca e trocam farpas, como se viu na divulgação do Ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni e o ex-ministro Osmar Terra dizendo que se deveria ter “cortado a cabeça” de Luiz Henrique Mandetta e, do alto de suas ignorâncias, “chutando” quantos deverão ser os mortos, uma “bobagem” como os de alguma gripezinha.

Nosso governo brinca com a morte, mas a morte não brinca com ninguém.

 

 

 

 

Comentários no Facebook