Bolsonaro admite sair do PSL

Jair Bolsonaro admitiu, praticamente, que está de saída do PSL.

Diz que “não gostaria de sair” mas que vai “seguir a sua linha” e que confia que “a maioria do partido” vai acompanhá-lo.

Está muito claro que ele só espera uma negociação que lhe permita levar parte do rebanho.

“A maioria honra o compromisso de campanha. Infelizmente uma minoria não, já se enveredou por outro caminho”, disse.

É a sinalização de que a turma que se rebelou e depois “amansou” vai morrer lambeu seus pés.

Bolsonaro não se interessa em fazer maiorias, quer uma minoria fanática.

Que não deixe espaço à direita.

Comentários no Facebook