Ameaças a Wyllys estão com a PF e vão de explodi-lo a esquartejar sua mãe

Se o General Hamilton Mourão acha “genéricas”, como disse, as ameaças feitas ao deputado Jean Wyllys, que o fizeram desistir de exercer o mandato, deveria pedir à Polícia Federal que lhe mandasse as cópias dos e-mails, mensagens  e gravações de telefonemas que dizem toneladas de barbaridades, desde que irão explodi-lo, estuprar e decapitar seus parentes e até esquartejar sua mãe.

Ou, ao menos, abra as seções de comentários dos grandes jornais e veja o furor com que as hordas bolsonaristas tratam essa questão.

Ao contrário do General Mourão, a PF não achou ainda “vagas” as ameaças, tanto que o colocou sob escolta e em carro blindado.

O Globo teve acesso hoje ao conteúdo destas ameaças. Tenho certeza que, querendo, o vice-presidente também terá.

Até agora, ao que se saiba, nenhum dos autores foi identificado e, portanto, não houve responsabilização.

E assim as coisas vão indo até que um deles passe das bravatas aos atos.

Comentários no Facebook