A boca incendiária de Bolsonaro acusa ONGs por queimadas


Nos velhos humorísticos, Ofélia, a mulher de Fernandinho, “só abria a boca quando tinha certeza”, o que não a impedia de falar bobagens a três por quatro.

O sr. Jair Bolsonaro fala bobagens em escala planetária mas, ao contrário de Ofélia, protege sua irresponsabilidade dizendo que “não pode provar nada”.

Hoje, para arranjar culpados pela escalada de queimadas que está devastando o país, saiu-se com a história de que isso poderia ser uma “vingança das ONGs” que perderam repasses federais para seus projetos.

— O crime existe, e isso aí nós temos que fazer o possível para que esse crime não aumente, mas nós tiramos dinheiros de ONGs. Dos repasses de fora, 40% ia para ONGs. Não tem mais. Acabamos também com o repasse de dinheiro público. De forma que esse pessoal está sentindo a falta do dinheiro. Então, pode estar havendo, não estou afirmando, ação criminosa desses “ongueiros” para exatamente chamar a atenção contra a minha pessoa, contra o governo do Brasil.

Provas? Indícios? Algum fato que o sugira? Como o na cartilha da Lava Jato, não é preciso, não vem ao caso. Basta, aqui, a convicção presidencial, não importa o quão estúpida ela seja ou que impute crimes a alguém sem qualquer pudor.

O resultado prático é que, com a autoridade que o cargo empresta ao que diz, está estimulando os incendiários a agir, já que o presidente vai “botar a culpa nas ONGs”.

Basta dizer que viu “uns barbudinhos” na véspera do fogo arder e pronto!

Enquanto a mata arde aqui dentro, segue ardendo lá fora a imagem do Brasil.

Ontem foi a vez do USA Today, um dos maiores jornais norte-americanos, divulgar as imagens de satélite mostrando as colunas de fumaça que sobem ao céu, afirmando que “A Amazônia está queimando e a fumaça dos incêndios pode ser vista do espaço“.

Veja o vídeo que publicaram:

Comentários no Facebook