JN: em minutos, 48 depósitos põem R$ 96 mil na conta de Flávio Bolsonaro


Não deu tempo nem de descansar do post anterior, onde se disse que tudo dava ideia de que o Ministério Público tivesse “bala na agulha” sobre as movimentações financeiras do “filho 01” Flávio Bolsonaro.

O Jornal Nacional publicou trechos do relatório do Conselho de Atividades Dinanceiras, o Coaf, que registram que, em cinco dias, com intervalo máximo de seis minutos, foram feitos nada menos de 48 depósitos em dinheiro na conta do agora senador eleito, no intervalo de um mês.

No total, R$ 96 mil, tudo na mesma agência bancária da Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro.

É evidente que o “fatiamento” dos depósitos foi uma burla para ocultar a identidade do depositante e, com isso, a origem do dinheiro.

Vamos ver se a entrevista na Record vai ser mantida.

Se for, o filho do presidente vai ter de ser muito criativo para imaginar uma “história plausível” para justificar os “depósitos-metralhadora” em sua conta.

Flávio precisa escolher se vai afundar sozinho ou se vai dar o abraço de afogado no pai.

Desde ontem, seu destino está selado.

Comentários no Facebook